Apple minimiza polêmica dos iPhones ‘tortos’

Apple minimiza polêmica dos iPhones ‘tortos’

28 setembro 2014, 16:00
News
0
30

A Apple se pronunciou pela primeira vez sobre as reclamações de que seus novos iPhone 6 e 6 Plus entortavam facilmente, em alguns casos, após ficarem no bolso da frente da calça do usuário. O editor de tecnologia da CNBC, Jon Fortt, disse que um porta-voz da empresa o contatou para esclarecer as acusações. Ele afirma que os aparelhos passam por uma bateria rigorosa de testes que certificaram que os celulares tinham "padrões de alta qualidade para aguentar o uso diário normal".

O porta-voz teria dito ainda que casos em que celulares entortam após uso em condições normais são "extremamente raras" e que, após seis dias de vendas, apenas nove consumidores entraram em contato com a empresa para relatar os danos em seus aparelhos.

A fonte de Fortt disse ainda que o celular é feito de "aço inoxidável e partes de titânio" para "reforçar locais contra alto estresse" e ainda que os aparelhos vêm com "o vidro mais forte da indústria" para smartphones.

Os celulares passaram por testes nas mãos de funcionários da Apple, que "ficaram o tempo todo com os celulares, carregando-o de diversas maneiras". O iPhone 6 Plus teria enfrentado também testes em bolsos de trás de calças jeans.

As afirmações da empresa surgem após reclamações com imagens mostrando modelos entortados de iPhones 6 Plus, com tela maior (de 5,5 polegadas) que os antigos modelos, e um vídeo em especial no qual o autor verga um iPhone 6 Plus com relativa facilidade, forçando-o na região central do aparelho.

A Apple foi forçada a tirar do ar uma atualização com problemas de seu mais recente sistema operacional, o iOS 8.0.1, depois que alguns usuários de seus novos telefones reclamaram de queda nas ligações e falhas no funcionamento de alguns recursos, como o Touch ID, de biometria.

"Pedimos desculpas pelo inconveniente causado aos usuários", disse em um comunicado por e-mail a porta-voz da Apple, Trudy Muller.

A Apple disse em seu site que estava trabalhando em uma atualização do iOS para consertar o problema, e vai lançá-la nos próximos dias.

Enquanto isso, a empresa disponibilizou em seu site norte-americano instruções para contornar o problema. O usuário deve baixar a versão anterior da atualização problemática, o iOS 8, através do iTunes, aplicativo da empresa para gerenciamento de música e filmes.

Compartilhe com os amigos: