Seguro para celular chega a custar igual ao de carro

Seguro para celular chega a custar igual ao de carro

23 agosto 2014, 11:58
Paulogabi
0
45

Se para comprar um iPhone 5S (de 16 GB) é necessário desembolsar R$ 2.799 no site da Apple, para protegê-lo o dono de um aparelhos desses tem que pagar mais R$1,5 mil anualmente. O total leva em conta não apenas a garantia estendida e seguro patrimonial, mas também outras alternativas, como um clube de proteção. 

Entretanto, com os mesmos R$ 1,5 mil é possível contratar, por exemplo, um seguro anual com cobertura total para um Citroën C3 2013, que vale R$ 38,9 mil. 

O cálculo prevê um bônus de classe 8 — desconto por renovação — levando em conta um proprietário do sexo masculino de 40 anos, casado, morador da Zona Sul de São Paulo, que deixa o carro na garagem de casa e no trabalho, e não usa o veículo para visitar fornecedores ou ir à faculdade, por exemplo. 

Mas para quem deseja proteger os aparelhos por um preço menor, os clubes de proteção podem ser as opções. Criado no final de 2012 pelo norte-americano Daniel Hatkoff, o Clube Pitzi vende planos de proteção contra acidentes para smartphones e celulares pela internet e já cresceu 348% desde que entrou em operação,segundo seu fundador. No Pitzi, a mensalidade para proteger um iPhone 5S, por exemplo, custa R$ 39,90, ou R$ 479,88 por ano. 

O executivo conta que, chegando ao Brasil, em 2010, percebeu que consertar uma tela quebrada era muito complicado e por isso resolveu criar um serviço que facilitasse esse processo.</CW> “A pessoa demora para conseguir falar com a assistência técnica, às vezes precisa pagar quase R$ 500 por uma nova tela e, o pior, fica vários dias sem o aparelho”, afirma. De acordo com Hatkoff, além de caros, os reparos nem sempre têm qualidade satisfatória.

 

Por uma mensalidade de até R$ 40, no caso do iPhone 5S, o cliente protege seu aparelho em diversos casos: quedas, invasão de líquidos, tela sensível ao toque que não funciona, falhas elétricas e mecânicas.


Compartilhe com os amigos: