Merkel lembra a independência do BCE e insiste em seguir as reformas

Merkel lembra a independência do BCE e insiste em seguir as reformas

22 janeiro 2015, 14:12
News
0
40

A chanceler alemã, Angela Merkel, lembrou hoje, interrogada sobre um eventual começo do programa de compra de obrigações, que o Banco Central Europeu é uma instituição independente mas alertou que se devem evitar todos os sinais que questionem o curso reformista.


A chanceler alemã Angela Merkel (d) junto ao presidente do BCE, Mario Draghi (e).

"O Banco Central Europeu (BCE) não tomou nenhuma decisão embora haja muita especulação. Além disso, as suas decisões são independentes", disse Merkel num comparecimento perante a imprensa junto com o presidente do Azerbaijão, Ilham Aliyev.

Merkel, no entanto, insistiu que, à margem da decisão que tome amanhã o BCE, "devem-se evitar todos os sinais que apontem a debilitar os esforços reformistas", acrescentou.

A cimeira do BCE realiza-se amanhã no meio de uma grande expectativa pois muitos esperam que se anuncie o começo do programa de compra de obrigações, assim como o montante e as características do mesmo.

Na Alemanha há ceticismo com relação ao programa e dentro do BCE o presidente do Bundesbank, Jens Weidmann, mostrou-se contrário ao mesmo.

Compartilhe com os amigos: