Preços do petróleo sobem ante novas sanções à Rússia

Preços do petróleo sobem ante novas sanções à Rússia

12 setembro 2014, 09:39
News
0
38

Os preços do petróleo reverteram a direção da manhã e fecharam em alta nesta quinta-feira, 11, depois de o presidente dos EUA, Barack Obama, anunciar que seu país vai se juntar às novas sanções econômicas anunciadas pela União Europeia contra a Rússia. Pela manhã, os preços haviam caído em reação ao relatório da Agência Internacional de Energia (AIE) sobre a perspectiva da demanda global.

Embora o presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, tenha declarado que já não há tropas russas em território ucraniano, a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte, a aliança militar liderada pelos EUA, formada em 1948 para confrontar a URSS) emitiu um comunicado afirmando o contrário, o que aumentou as tensões na região.

Segundo a AIE, a demanda global média por petróleo deverá ter um crescimento de 900 mil barris por dia em 2014, 300 mil barris/dia a menos do que a previsão feita em julho. A agência citou uma "desaceleração pronunciada" no crescimento da demanda mundial no segundo trimestre e uma perspectiva mais fraca de crescimento econômico na China e na Europa.

Andy Lipow, presidente da consultoria Lipow Oil Associates, disse que os preços nos EUA também foram sustentados pelo informe de que quatro novos oleodutos estão comprando petróleo bruto para transportar, ainda antes de iniciar seus serviços. "Acho que o mercado ainda não levou em conta a magnitude do volume que desaparece do mercado de modo a permitir essas novas operações."

Na New York Mercantile Exchange (Nymex), os contratos de petróleo bruto para outubro fecharam a US$ 92,83 por barril, em alta de US$ 1,16 (1,27%). Na Intercontinental Exchange (ICE), os contratos do petróleo Brent para outubro fecharam a US$ 98,08 por barril, em alta de US$ 0,04 (0,04%). Fonte: Dow Jones Newswires.

Compartilhe com os amigos: