Sindicatos da TAP desconvocam greve prevista para festas de fim de ano

Sindicatos da TAP desconvocam greve prevista para festas de fim de ano

24 dezembro 2014, 17:00
News
0
51

A maioria dos sindicatos da companhia aérea portuguesa TAP cancelou a convocação nesta quarta-feira a greve prevista para este fim de ano depois da queda de braço com o governo, que chegou a aprovar a intervenção na companhia para garantir 100% dos voos.

Em comunicado conjunto, nove dos doze sindicatos que representam os trabalhadores da TAP informaram da decisão de cancelar a greve programada para os dias 27, 28, 29 e 30 de dezembro.

Para evitar a paralisação, o Executivo tinha optado por dar sinal verde à "intervenção civil" na TAP, um recurso previsto na lei portuguesa que permite punir penalmente os funcionários que faltarem ao trabalho nos casos em que o interesse público seja considerado comprometido.

Os nove sindicatos explicaram hoje que o cancelamento da greve foi decidido depois de terem chegado a um acordo com o governo para criar um grupo de trabalho "no âmbito de uma hipotética reprivatização da TAP".

O relançamento da licitação para vender a companhia aérea, propriedade do Estado português, motivou uma rejeição unânime entre os representantes dos trabalhadores da empresa, que defendem que continue sendo pública.

O ministro da Economia, António Pires de Lima, afirmou semana passada que esta greve prejudicaria um elevado número de emigrantes portugueses que dependem da TAP para retornar ao país para as festas de fim de ano e causaria "um dano irreparável na imagem da companhia".

A companhia aérea deve transportar nesses quatro dias cerca de 130 mil passageiros, de acordo com os dados divulgados pelo Executivo.

Compartilhe com os amigos: