Bolsa de Xangai tem baixa de 0,07%; Tóquio cai 0,98%

Bolsa de Xangai tem baixa de 0,07%; Tóquio cai 0,98%

9 dezembro 2015, 22:00
News
0
160

A bolsa de Xangai fechou em leve alta nesta quarta-feira (9/12). O índice Xangai Composto ficou praticamente estável, com avanço de 0,07% aos 3.472,44 pontos enquanto o Shenzhen Composto, de menor abrangência, caiu 0,3%, a 2.214,21 pontos.

Em Tóquio, o Nikkei 225 caiu 0,98% aos pontos 19.301,07; em Hong Kong , o Hang Seng teve queda de 0,46% aos 21.803,76; em Seul, o Kospi teve leve baixa de 0,04% aos 1.948,24 pontos; em Cingapura, o Straits Times caiu 0,52% aos 2.861,19 pontos; e em Taiwan, o Taiwan Weighted teve baixa de 1,37% aos 8.229,62 pontos.

A maioria das bolsas asiáticas fechou em baixa nesta quarta-feira, em meio a novos dados da economia da China. O índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) chinês teve acréscimo anual de 1,5% em novembro, superando a previsão de aumento de 1,4%, enquanto o índice de preços ao produtor (PPI) teve queda de 5,9% na mesma comparação, um pouco menor do que a baixa estimada de 6,0%.  

Na terça-feira, as bolsas da Ásia e do Pacífico fecharam em baixa nesta terça-feira, após o preço do petróleo voltar a cair, pesando nas ações de energia e de produtores de matérias-primas. Entre as commodities, o minério de ferro atingiu nova mínima em uma década, após cair pela sétima sessão consecutiva, em meio a sinais de demanda fraca das siderúrgicas.

O euro sobe ante o dólar. Às 10h30, o euro tinha alta de 0,40% a US$ 1,0936.

Bolsas europeias operam em baixa

As principais bolsas europeias operam em baixa nesta quarta-feira (9/12). Às 10h20, em Paris, o CAC 40 tinha queda de 0,46% aos 4.660,50 pontos; em Frankfurt, o DAX 30 recuava 0,11% aos 10.662,26; em Londres, o FTSE 100 caía 0,01% aos 6.134,61.

Na terça-feira, as bolsas europeias fecharam em queda,  com o fraco desempenho das empresas de commodities e a divulgação de novos dados sobre as exportações da China.

A economia chinesa registrou um superávit comercial de US$ 54,1 bilhões em novembro, menor que o saldo positivo de US$ 61,64 bilhões de outubro.

As exportações chinesas recuaram 6,8% em novembro ante igual mês do ano passado, após mostrarem queda de 6,9% em outubro. O resultado marcou o quinto declínio anual consecutivo das vendas para o exterior.

Compartilhe com os amigos: