Irão quer que OPEP corte produção de petróleo

Irão quer que OPEP corte produção de petróleo

19 outubro 2015, 12:33
News
0
96
O ministro do Petróleo do Irão, membro da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), defendeu que o grupo deve reduzir a oferta da matéria-prima, para impulsionar os preços para os 70 a 80 dólares por barril.

O ministro do Petróleo do Irão, Bijan Namdar Zanganeh, defendeu que os membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) devem reduzir a oferta de petróleo, noticia a Bloomberg. O objectivo é estimular a subida dos preços para um intervalo entre 70 a 80 dólares por barril.

"Ninguém está contente" com os preços neste nível, disse Zanganeh, citado pela Bloomberg. "A OPEP deve decidir gerir o mercado reduzindo o nível de produção", defendeu o ministro do Petróleo. O Irão, membro da OPEP, anunciou anteriormente a intenção de aumentar em um milhão de barris diários as exportações de petróleo, após serem levantadas as sanções internacionais, no seguimento do acordo nuclear. Na altura, Zanganeh indicou que pretendia que o resto do grupo acomodasse o crescimento da produção do Irão, para não aumentar a oferta global.

A OPEP está a produzir mais de 31 milhões de barris por dia, acima do tecto de 30 milhões de barris definidos pelo grupo. A organização decidiu manter este número inalterado nas duas últimas reuniões, apesar dos preços baixos da matéria-prima provocados pelo excesso de oferta, procurando que os concorrentes reduzam a produção. Na próxima reunião, em Dezembro, a OPEP não deverá ainda reduzir este tecto, antecipou ainda Zanganeh, citado pela Bloomberg.

Com a oferta excedentária no mercado, os preços do petróleo afundaram. Esta segunda-feira mantêm a tendência de queda nos mercados internacionais. O Brent, negociado em Londres, que serve de referência para a Europa, recua 1,55% para 46,68 dólares. Em Nova Iorque, o West Texas Intermediate (WTI) cai 1,23% para 46,68 dólares por barril.

Compartilhe com os amigos: