Petróleo despenca em Londres e Nova York

Petróleo despenca em Londres e Nova York

13 janeiro 2015, 16:00
News
0
44

A queda do preço do petróleo foi ainda mais forte nesta segunda-feira em Nova York e Londres, onde o barril fechou abaixo da barreira dos 50 dólares pela primeira vez desde 2009.

Em um contexto de ampla oferta, o barril de "light sweet crude" (WTI) para entrega em fevereiro caiu 2,29 dólares, a 46,07 dólares no New York Mercantile Exchange (Nymex), seu nível de fechamento mais baixo desde 11 de março de 2009.

No Intercontinental Exchange (ICE), de Londres, o Brent do mar do Norte para entrega em fevereiro fechou a 47,43 dólares, com uma queda muito acentuada de 2,68 dólares. O Brent não fechava abaixo dos 50 dólares desde 28 de abril de 2009.

"O mercado sofre fortes pressões neste momento", afirmou Phil Flynn, da Price Futures Group.

Muito comentadas na manhã desta segunda-feira no mercado, as novas previsões do banco de negócios Goldman Sachs apontam um WTI a 41 dólares em três meses e a 39 dólares em seis meses, antes de um retorno a 65 dólares em um ano, em comparação aos 70, 75 e 80 dólares estimados na previsão anterior.

No caso do Brent do Mar do Norte, o panorama é parecido: o banco prevê um barril a 42 dólares em três meses, 43 em seis meses e 70 dólares no ano que vem, em comparação aos 80, 85 e 90 dólares anteriores.

"Há poucas razões que impedem o preço do petróleo de cair mais", afirmaram os analistas da Morgan Stanley.

Além disso, o dólar está forte em relação ao resto das divisas mundiais, o que enfraquece a demanda dos investidores que usam outras divisas.

Com a queda de preços do petróleo, de mais de 50% desde junho, várias empresas petroleiras informaram sobre a redução de seus investimentos.

Compartilhe com os amigos: