Análise do mercado Forex para os pares EURUSD, GBPUSD, USDJPY e USDCHF para o período de 24 e 28 de abril de 2017

Análise do mercado Forex para os pares EURUSD, GBPUSD, USDJPY e USDCHF para o período de 24 e 28 de abril de 2017

26 abril 2017, 09:05
Sergey Ershov
0
123

Primeiro, uma revisão da previsão da semana passada:

 - Na opinião de quase metade dos especialistas (40%), apoiados pela análise gráfica em H4, esperava-se que o par EUR/USD, que se movimentou no canal de médio prazo, iniciado em dezembro de 2016, aumentasse para 1,0690, e depois mais outros 130 pontos. Descobriu-se que o par realmente subiu imediatamente a partir de segunda-feira. Na terça-feira, rompeu a resistência em 1,0690 e, transformando-o em um nível de suporte, o par alcançou 1,0780. Depois disso, a energia dos touros secou e o par retornou à zona de 1,0690 até o final da sessão da semana;

 - Foi esperado um salto do GBP/USD. A maioria dos analistas, apoiados por osciladores e indicadores de tendência, esperava que a tendência de alta do par não tinha sido esgotada ainda e que poderia atingir a altura de 1,2705. Não muitos esperavam que o anúncio da primeira-ministra britânica, Theresa May, sobre as eleições parlamentares desse apoio aos touros. Devido a esse apoio, o par subiu quase 400 pontos, parando apenas em 1.,904. Depois disso, girou e desceu lentamente ao forte nível central onde o par tem flutuado desde junho de 2016;

 - Quanto ao USD/JPY, havia uma discrepância entre as previsões semanais e as previsões de médio prazo: a primeira orientava para uma queda, ao passo que a segunda para uma subida. Como resultado, o par se moveu no canal lateral de 108,10 -109,20 durante quase toda a semana, dominado ligeiramente por tendências de alta. Foram os touros que tentaram quebrar o limite superior deste canal no final da semana. No entanto, este avanço não teve êxito, uma vez que, tendo subido apenas 30 pontos, o par rapidamente retornou para o corredor lateral;

 - Ao contrário do EUR/USD, o USD/CHF reagiu de forma bastante violenta ao anúncio da primeira-ministra britânica. Enquanto a metade dos especialistas, juntamente com os osciladores, esperava sua queda para o nível de 0.,9980, na realidade o mínimo local acabou sendo 40 pontos mais baixos. No entanto, o par "mudou de idéia" depois e voltou para onde os analistas tinham indicado, ou seja, a zona de 0,9980.

 ***

 Previsão para a próxima semana:

 Resumindo as opiniões de um número de analistas de bancos líderes e corretoras, bem como as previsões feitas com base em uma ampla variedade de técnicas e métodos de análise gráfica, podemos dizer o seguinte:

 - As decisões do BCE e do Banco do Japão sobre as taxas de juros não devem ser surpreendentes. As eleições presidenciais na França, no entanto, podem causar maior volatilidade. Também é possível, no entanto, que não haverá saltos acentuados da taxa de câmbio, especialmente se a votação chegar à segunda rodada. A incerteza relacionada com essas eleições levou à incerteza nas opiniões dos especialistas. Assim, ao dar sua previsão semanal para o EUR/USD, um terço deles pensou que o par vai subir, um terço falou de uma queda e um terço de uma tendência lateral. Se passarmos agora para a previsão de médio prazo, 65% dos especialistas, apoiados pela análise gráfica, votam pela queda do par, indicando 1,0500 e 1,0350 como níveis-alvo. Uma visão alternativa é representada por 35% dos analistas e indicadores em D1, segundo os quais o par deve retornar aos máximos de fevereiro a março de 2017;

 - A médio prazo, cerca de 85% dos especialistas continuam a esperar que o GBP/USD caia (os níveis de apoio são 1,2575, 1,2490, 1,2365). Quanto ao futuro imediato, a situação é diferente: apenas 30% dos analistas votam pela queda. Os outros esperam que ele volte aos máximos da semana anterior e fique na área de 1,2900-1,3000. Tanto a análise gráfica em H4 quanto os indicadores em D1 concordam com essa perspectiva. Apenas 10% dos osciladores ainda indicam que o par está com excesso de compra;

 - Continua a existir uma discrepância óbvia entre as previsões semanais e as de médio prazo para o USD/JPY. Assim, se no curto prazo 60% dos analistas falam sobre sua queda, as previsões mensais e trimestrais são orientadas para alta. Os alvos são os mesmos: 112,00 e 113,55. Quanto à análise técnica, análise gráfica e osciladores em H4, eles mostram a continuação do movimento lateral do par no canal de 108,30-109,50;

- Em relação ao USD/CHF, a batalha aqui é entre especialistas e indicadores. 80% dos analistas acreditam que o par deve subir para a zona de 1,0000-1,0100, e 85% dos osciladores e indicadores de tendência em D1 esperam que caia. Um compromisso é oferecido pela análise gráfica, que aponta primeiro para alta do par para 1,0050 e depois para sua queda para o mínimo local de 0,9940.

Roman Butko, NordFX & Sergey Ershov

https://pt.nordfx.com/



Compartilhe com os amigos: