Dólar sobe ao maior valor diante do euro em 2 meses

Dólar sobe ao maior valor diante do euro em 2 meses

19 maio 2015, 01:24
News
0
88

O dólar avançou nesta segunda-feira, 18, registrando seu maior ganho em dois meses ante o euro e revertendo parte da desvalorização da semana passada, em meio ao aumento das preocupações dos investidores sobre a capacidade da Grécia para pagar suas dívidas.

No fim da tarde em Nova York, o dólar avançava a 119,99 ienes, de 119,41 ienes no fim da sexta-feira, enquanto o euro caía a US$ 1,1311, de US$ 1,1443 na sexta.

O dólar se valorizou ante suas rivais após várias semanas de quedas. Atenas e seus credores internacionais seguem divididos sobre as reformas fiscais e econômicas necessárias para reparar a economia grega, deixando a porta aberta para um default que poderia levar o país a deixar o euro. O atual pacote de ajuda aos gregos vence no fim de junho.

"Nós temos um tempo limitado agora, tempo limitado e ainda um trabalho muito importante a ser feito", disse o comissário econômico da União Europeia, Pierre Moscovici.

Muitos investidores apostaram que uma economia mais forte dos Estados Unidos persuadiria o Federal Reserve a elevar os juros logo, bem antes que outros bancos centrais revertam políticas de afrouxamento para fortalecer o crescimento e elevar a inflação aos consumidores.

Desde meados de março, o dólar tem depreciado para níveis atraentes para os investidores, segundo Sireen Harajli, estrategista de câmbio do Mizuho Bank. "A maioria dos investidores ainda acredita que o dólar irá se fortalecer ao longo do ano, ainda é a posição preferia para mais adiante", disse Harajli. "Sempre que o dólar cai para certos patamares, muitos investidores buscam voltar à negociação, então estamos vendo muitas compras ante os recuos do dólar."

Na quarta-feira, 20, os investidores estarão atentos à ata da última reunião do Federal Reserve, de 28 e 29 de abril, buscando mais informações sobre a visão do banco central sobre os recentes altos e baixos da economia norte-americana. O Fed tem agido com cautela antes de elevar os juros, já que a economia desacelerou desde a reunião de março. Uma alta nos juros tornará o dólar mais atraente para os investidores.

Compartilhe com os amigos: