Receita líquida da Natura no Brasil recua 2,2% no 1º trimestre

Receita líquida da Natura no Brasil recua 2,2% no 1º trimestre

30 abril 2015, 19:30
News
0
46

A receita líquida da Natura no mercado brasileiro caiu 2,2% no primeiro trimestre de 2015, chegando a R$ 1,242 bilhão. Já a receita consolidada da companhia cresceu em razão do melhor desempenho das operações internacionais. Nos mercados externos, a receita chegou a R$ 398,9 milhões, aumento de 39,6%.

A produtividade das consultoras (receita bruta dividida pelo número de consultoras no período) no Brasil caiu 3,6%. O indicador vem se retraindo trimestralmente desde o segundo trimestre de 2014.

Em sua divulgação de resultados, a Natura afirmou que a recuperação das vendas no Brasil é uma prioridade na companhia. A empresa afirma que irá implementar nos próximos meses novas opções de meios de pagamento para os consumidores e vai oferecer novas tecnologias às consultoras. Em teleconferência com jornalistas nesta quarta-feira, 29, o vice-presidente de Finanças, RI e Jurídico da Natura, Roberto Pedote, afirmou que a companhia pretende oferecer aplicativos de smartphones para aumentar a eficiência das consultoras.

A companhia informou que a base de consultoras no Brasil chegou a 1,28 milhão, aumento de 1,8%. A Rede Natura, plataforma de vendas por internet, chegou a 32 mil consultoras ante 15 mil em dezembro do ano passado. Considerando as operações internacionais, a base de consultoras total subiu 3,9% na comparação anual, para 1,715 milhão.

Os dados de mercado mais atualizados, referentes ao ano de 2014, mostram que a Natura perdeu um ponto porcentual de participação de mercado no Brasil ao longo do ano passado. A companhia encerrou o ano com uma fatia de 11,3% do mercado brasileiro de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos, segundo informou a Natura com base em dados da Euromonitor.

Ao mesmo tempo, a companhia destacou que ganhou participação de mercado em outras operações na América Latina em 2014. Nas operações da Argentina, Chile e Peru, a Natura chegou a 5,1% de market share, aumento de 0,4 ponto porcentual na comparação com 2013. Na Colômbia e no Mexico, a fatia de mercado chegou a 1,9%, ganho de também 0,4 ponto porcentual.

Compartilhe com os amigos: