Burger King deixará de vender batatas fritas de baixo teor de gordura nos EUA por falta de demanda

Burger King deixará de vender batatas fritas de baixo teor de gordura nos EUA por falta de demanda

15 agosto 2014, 13:36
Lirana
0
102

Cerca de dois terços das lanchonetes da Burger King Worldwide nos Estados Unidos e no Canadá deixarão de vender as batatas fritas com baixo teor de gordura, chamadas de Satisfries, que foram lançadas há menos de um ano. No entanto, 2.500 filiais continuarão a oferecê-las como item permanente do cardápio, disse a empresa com sede em Miami em comunicado enviado por e-mail.

Quando essas batatas começaram a ser vendidas, Burger King disse que os clientes decidiriam por quanto tempo elas permaneceriam no cardápio. Essas batatas fritas, que absorvem menos óleo, foram vendidas para mais de 100 milhões de pessoas, disse a empresa.

“No começo desta semana as franquias da América do Norte puderam escolher se continuariam oferecendo as Satisfries nos mercados onde esse revolucionário produto continua tendo um bom desempenho”, disse a Burger King em nota.

A rede Burger King lançou as batas fritas com baixo teor de gordura em setembro como uma maneira de melhorar sua imagem como uma empresa preocupada com saúde de seus clientes e atrair adeptos da nutrição consciente. Uma pequena caixa das batatinhas onduladas, do tipo crinkle, tem 270 calorias, 11 gramas de gordura e 300 miligramas de sódio. As batatas fritas convencionais têm 340 calorias, 15 gramas de gordura e 480 miligramas de sódio.

As empresas de fastfood vêm competindo para atrair os americanos com novas ofertas e itens com desconto. Em junho, a Wendy’s relançou os pretzels e a McDonald’s apresentou recentemente um hambúrguer com pimenta-jalapenho, que custa US$ 2. A Burger King Worldwide disse nesta semana que voltaria a vender frango empanado frito depois que os clientes recorreram ao Twitter e ao Facebook para solicitá-lo. Uma caixa com nove unidades tem 290 calorias, 17 gramas de gordura e 780 miligramas de sódio.

Nem sempre é fácil vender um cardápio saudável nas lanchonetes de fastfood. No McDonald’s, as saladas equivalem a até 3% das vendas nos Estados Unidos, disse o diretor executivo Don Thompson, no ano passado. Esses itens não são um motor de crescimento para a rede que anunciava hambúrgueres recentemente, disse ele.

Itens saudáveis nas lanchonetes de comida rápida tendem a atrair um “público muito reduzido”, pois os clientes não costumam ir a esses lugares em busca desse tipo de alimentos, disse Bob Goldin, vice-presidente executivo da empresa de pesquisa Technomic Inc., com sede em Chicago.

— As batatas fritas são um deleite, assim como o sorvete — disse Goldin. — Você não come batatinhas se você está pensando na sua dieta.

No início deste mês, a rede Burger King registrou uma queda de 6,1% na receita, para US$ 261,2 milhões, no segundo trimestre. As vendas comparáveis nos Estados Unidos e no Canadá aumentaram 0,4%. A empresa vem tentando lançar menos itens novos para que sua cozinha seja mais ágil e menos complexa. A Burger King Worldwide tem aproximadamente 7.370 lanchonetes na América do Norte.

Compartilhe com os amigos: