índices norte-americanos iniciam a semana praticamente inalterados

índices norte-americanos iniciam a semana praticamente inalterados

23 março 2015, 17:30
News
0
32

As bolsas dos Estados Unidos dividem-se entre os ganhos e as perdas muito ligeiras, depois das subidas registadas na semana passada. Os investidores aguardam a divulgação dos dados sobre a inflação, que serão conhecidos esta terça-feira. 

Os principais índices norte-americanos iniciaram a sessão desta segunda-feira, 23 de Março, praticamente inalterados, depois das subidas registadas na semana passada.

 O índice industrial Dow Jones avança 0,09% para 18.143,1 pontos, enquanto o tecnológico Nasdaq perde 0,14% para 5.019,38 pontos, depois de, na sexta-feira, ter atingido o valor mais elevado dos últimos 15 anos, nos 5.042,13 pontos.

 Já o S&P500 sobe menos de 0,1% para 2.108,57 pontos, após ter registado o maior ganho semanal do último mês e meio. O S&P500 valorizou 2,7% na semana passada com o aligeirar dos receios em torno de uma subida dos juros nos Estados Unidos.

 "Há um ligeiro recuo, que é normal depois de grandes valorizações, como as da semana passada. Há a realização natural de mais-valias", explicou, em declarações à Bloomberg, Andreas Ruhlmann, analista de mercado da IG. "No geral, espero que o mercado permaneça robusto esta semana e o dólar um pouco sob pressão".

 Na agenda dos investidores está a divulgação, esta terça-feira, do índice de preços no consumidor, nos Estados Unidos, que poderá ter subido pela primeira vez em quatro meses, em Fevereiro, de acordo com os analistas consultados pela Bloomberg.

 A previsão de subida prende-se com o aumento do preço dos combustíveis no mês passado. Os investidores estarão atentos a este indicador, que é crucial para a determinação do momento de subida das taxas de juro nos EUA pela Reserva Federal (Fed).

 No final da última reunião, a Fed afirmou que a subida acontecerá "se estiver razoavelmente confiante que a inflação atingirá o objectivo de 2% no médio prazo". A previsão dos analistas é de 0,2%, face ao anterior valor negativo de 0,7%.  

Compartilhe com os amigos: