1% da população vai amassar mais riqueza que o resto em 2016, segundo a Oxfam

1% da população vai amassar mais riqueza que o resto em 2016, segundo a Oxfam

19 janeiro 2015, 21:00
News
0
42

A organização Oxfam indicou hoje que 1% da população mundial amassará mais riqueza que o restante 99% em 2016, uma situação perigosa que dificulta a luta contra a pobreza.

Aumento da lacuna entre riqueza e pobreza deverá aumentar em 2016, segundo a Oxfam.

Por causa do começo do Fórum Económico Mundial de Davos (Suíça), Oxfam assinala que a riqueza acumulada por essa pequena parte da população aumentou de 44% em 2009 a 48% em 2014.

Segundo a organização humanitária, a tendência atual indica inclusive que a riqueza desse 1% aumentará ainda mais em 2016.

A diretora-executiva da Oxfam, Winnie Byanyima, disse que este aumento da concentração de património visto desde a profunda recessão de 2008-2009 é perigoso e precisa de ser revertido.

"Queremos levar uma mensagem da população dos países mais pobres ao fórum dos líderes empresariais e políticos do mundo. A mensagem é que o aumento da desigualdade é perigoso", afirmou Byanyima ao diário "The Guardian".

"Estamos a ver uma concentração de riqueza captando poder e deixando as pessoas sem voz e os seus interesses descuidados", acrescentou.

A diretora-executiva perguntou se as pessoas realmente querem viver num mundo no qual 1% da população pode ter mais riqueza que o resto.

"O alcance da desigualdade global é simplesmente assombroso" e "a lacuna entre os mais ricos e o resto (do mundo) está-se a ampliar muito rapidamente", ressaltou Byanyima.

A Oxfam especifica que fará campanha para que se tomem medidas urgentes a fim de conter o "aumento da desigualdade", começando por atalhar o problema da evasão fiscal por parte de algumas companhias, enquanto pedirá um maior investimento em serviços públicos, como a educação e a saúde.

"A desigualdade extrema não é um acidente nem uma regra natural da economia. É resultado de políticas e com políticas distintas, pode ser reduzida", disse Byanyima.


Compartilhe com os amigos: