Volkswagen investigada na Alemanha por evasão fiscal

Volkswagen investigada na Alemanha por evasão fiscal

25 novembro 2015, 22:00
News
0
93

A justiça alemã lançou uma segunda investigação formal sobre a Volkswagen por suspeita de evasão fiscal, depois de a fabricante de automóveis ter admitido uma segunda vaga de manipulações nas emissões poluentes.

Desta vez, o Ministério Público de Braunschweig, na Alemanha, vai investigar as “inconsistências não explicadas” nos níveis de dióxido de carbono emitidos por 800 mil carros, que deveriam ser vendidos na Europa no próximo ano.

Essa manipulação pode ter garantido aos condutores uma carga fiscal mais leve, já que o equivalente ao imposto de circulação na Alemanha é definido de acordo com o consumo de combustível e os níveis de emissões. O foco desta segunda investigação será, por isso, a eventual evasão fiscal, mas poderá incluir também fraude.

Se ficar provado que houve evasão fiscal, a Volkswagen já veio garantir que será a empresa, e não os consumidores, a pagar a diferença – o que, a acontecer, será mais um custo a acumular à lista de despesas da Volkswagen. A fabricante automóvel já pôs de parte 6,7 mil milhões de euros para acomodar os custos deste escândalo, mas, entre indemnizações, multas e recolha e reparação dos carros, alguns analistas antecipam que a fraude pode custar 30 mil milhões.

O porta-voz do Ministério Público alemão, Klaus Ziehe, adiantou que há cinco suspeitos a serem investigados, não revelando as suas identidades.

A primeira investigação, que continua a decorrer, foi lançada logo após a denúncia da fraude, em setembro, pelo regulador norte-americano de proteção ambiental. Pelo meio, já caíram alguns nomes da empresa, incluindo o antigo presidente executivo Martin Winterkorn, que resignou ao cargo e foi substituído por Matthias Müller.

Compartilhe com os amigos: