O Goldman Sachs também já tem uma cópia chinesa

O Goldman Sachs também já tem uma cópia chinesa

27 agosto 2015, 21:00
News
0
87

É a mais recente cópia (descarada) realizada por chineses. Depois de roupa, telemóveis e carros, há agora uma reprodução daquele que é um dos maiores bancos de investimento do mundo. A diferença está só numa parte do nome: Shenzhen Goldman Sachs.

Copiam peças de roupa, telemóveis e até automóveis. São reproduções, muitas delas idênticas, capazes de enganar os consumidores mais incautos. Mas de produtos de consumo, os chineses estão agora a dar passos nas cópias do sector financeiro. E começam por cima. Depois de terem replicado um balcão de um dos maiores bancos do mundo, o ICBC, agora existe a versão falsa do Goldman Sachs.

Goldman Sachs (Shenzhen) Financial Leasing Company, é o nome completo da "instituição financeira" descoberta recentemente pelo International Union of Operating Engineers (IUOE). Esta é, segundo o Financial Times, uma organização norte-americana que combate a corrupção em Macau, próximo de Shenzhen e de Hong Kong, onde foi encontrada a cópia do banco de investimento Goldman Sachs.


A "sede" do Shenzhen Goldman Sachs é numa rua de Bao Na, em Shenzhen, segundo a IUOE. E havia até um "site" deste Goldman Sachs falsificado, mas de acordo com a informação da IUOE, já foi removido o endereço da internet que procurava levar os investidores até mais esta cópia de um banco. Já antes tinha sido encontrada, na mesma região, uma sucursal falsa do Industrial and Commercial Bank of China (ICBC).


Para banca, dos carros e das malas


Estas cópias de bancos de investimento, mas também de instituições financeiras de retalho, reflectem a cada vez maior sofisticação das falsificações que são produzidas na China. Representa a passagem para os produtos financeiros dos de consumo a que este país já habituou o resto do mundo. Os automóveis são, entre estes últimos, os que maior impacto têm tido.

Das malas de senhora aos MP3, rapidamente os chineses chegaram aos iPhone que não o são, mas têm vindo a gerar a ira de muitos fabricantes de automóveis com as suas cópias fiéis. Há vários casos de veículos com nomes cheio de números que são, na realidade, cópias de Minis e até Mercedes. Recentemente, a Landwind levou a Land Rover a revoltar-se. Os chineses dizem que não tem nada a ver, mas é um Evoque de uma ponta à outra. Chama-se é X7.

Compartilhe com os amigos: