Bovespa opera em alta no pregão desta segunda-feira

Bovespa opera em alta no pregão desta segunda-feira

10 agosto 2015, 18:00
News
0
109

O principal índice da Bovespa avança nesta segunda-feira (10), acompanhando o viés de Wall Street e com as ações de BB Seguridade entre os principais suportes de alta antes da divulgação do balanço na terça-feira.

 Às 12h, o principal indicador da bolsa tinha alta de 0,99%, aos 49.058 pontos. 

No exterior, Wall Street avançava, em meio à notícia de que a Berkshire Hathaway, do megainvestidor Warren Buffett, comprará a fabricante de peças para o setor aeroespacial Precision Castparts.

Dados fracos sobre o comércio exterior chinês no fim de semana também alimentavam expectativas de novas medidas de estímulo econômico na segunda maior economia do mundo, proporcionando suporte aos pregões em Nova York, onde o S&P subia perto de 1 por cento.

A incerteza no campo político doméstico, porém, mantém o mercado financeiro local pressionado, em meio a um ambiente de especulações, incluindo desde reforma ministerial e até a possibilidade de um impeachment da presidente Dilma Rousseff.

O Itaú BBA listou a questão política entre os elementos que mostram piora do cenário em julho, dificultando ainda mais o ajuste fiscal, o que tende a afetar o equilíbrio de outras variáveis econômicas, conforme relatório nesta segunda-feira.

"A recessão vem se espalhando, as incertezas políticas aumentaram e as investigações da Operação Lava Jato se aprofundaram. Esse cenário compromete ainda mais a arrecadação fiscal, tanto pela queda da atividade quanto pela dificuldade de implementar medidas adicionais", disse o economista-chefe do maior banco privado do país, Ilan Goldfajn, no relatório.

O Credit Suisse, contudo, chamou atenção em nota a clientes que, olhando para preço (valuation), a bolsa brasileira volta a negociar com múltiplos um pouco mais perto da média histórica de cinco anos, após fortes quedas recentes em dólar.

Principais valorizações
Bradesco subia 1,34%, respondendo pela maior contribuição positiva do Ibovespa, após forte perda no último pregão. Itaú Unibanco também ajudava o índice, com ganho de quase 1%, dada a relevante participação que detém na composição do mesmo.

BB Seguridade tinha acréscimo de mais de 2%, antes da divulgação do balanço na terça-feira, antes da abertura, que deve mostrar resiliência do negócio à contração da economia brasileira, segundo pesquisa da Reuters com analistas.

Petrobras subia mais de 2% nas preferenciais e mais de 3% nas ordinárias, respondendo por relevante suporte para os ganhos do Ibovespa, conforme o petróleo experimentava uma trégua nas trajetória de queda, após voltar a bater mínimas em seis meses mais cedo nesta segunda-feira.

Vale ajudava no viés ascendente, com ganho ao redor de 2% para as preferenciais e de 3% para as ordinárias, com relatório do Bank of America Merrill Lynch elevando os preços-alvos das ações da mineradora de 20 para 24 reais e dos ADRs de 6 para 6,50 dólares, embora tenha mantido o rating "underperform".

Último pregão
Na sexta-feira (7), a bolsa fechou em forte baixa – a maior para o dia desde 2 de janeiro –, com o quadro político doméstico mantendo agentes financeiros inquietos, enquanto dados fortes de emprego nos Estados Unidos endossaram apostas de alta do juro norte-americano este ano.

O Ibovespa recuou 2,87%, a 48.577 pontos – menor patamar desde 10 de março, quando a bolsa fechou a 48.293 pontos. Foi também a maior queda diária desde 2 de janeiro.

O índice fechou a primeira semana de agosto com perda de quase 4,49%. Em 2015, a bolsa acumula perda de 2,85%.

Compartilhe com os amigos: