Petróleo opera em baixa, antes de dados sobre plataformas nos EUA

Petróleo opera em baixa, antes de dados sobre plataformas nos EUA

22 maio 2015, 17:30
News
0
51

Os preços do petróleo operam em baixa, com os investidores aguardando a divulgação do dado sobre plataformas em funcionamento nos Estados Unidos - uma medida prévia da atividade no setor -, que será divulgado mais tarde hoje pela Baker Hughes.

Perto das 7h30 (de Brasília), o petróleo para entrega em julho caía 0,59%, a US$ 60,36 o barril na New York Mercantile Exchange (Nymex), enquanto o Brent para julho recuava 0,77%, a US$ 66,03 o barril na plataforma ICE, em Londres.

Atualmente, há 59% menos plataformas em funcionamento na comparação com o pico de 1.609 de outubro. O ritmo do recuo, porém, desacelerou nas últimos semanas e algumas companhias de xisto esperam elevar seu número de plataformas nos próximos meses, caso os preços se estabilizem no atual patamar. Analistas da JBC Energy disseram em relatório que os atuais níveis de preço podem manter algumas companhias no negócio e inclusive estimular outras a voltar a ele.

Os mercados de petróleo reagiram nas últimas semanas para seu nível mais forte até agora neste ano, diante da expectativa de desaceleração na produção dos Estados Unidos, de distúrbios no Oriente Médio, de sinais de uma demanda mais forte e do dólar mais fraco.

O Barclays adverte, porém, que os mercados de petróleo ainda não estão livres de dificuldades, apontando que os preços da commodity ainda estão 42% abaixo de seus picos do ano passado. Além disso, os fundamentos do mercado seguem fracos, segundo o analista Keith Parker, do Barclays.

A JBC diz que, ainda que a demanda tenha sido forte até agora, o excesso de oferta está longe do fim e pode haver a ampliação de estoques rumo ao próximo ano. O recorde de alta nas exportações dos membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), bem como a potencial retirada das sanções contra o Irã, também podem enfraquecer a perspectiva para o mercado, adverte a JBC. Fonte: Dow Jones Newswires.

Compartilhe com os amigos: