Chineses ricos estão cada vez mais deixando o país

Chineses ricos estão cada vez mais deixando o país

3 setembro 2014, 12:36
cebero
0
54

Chineses ricos estão deixando o país em grande número. Alguns estão interessados em ter seus filhos educados em países avançados, enquanto outros querem blindar seu patrimônio de uma campanha de frugalidade liderada pelo presidente Xi Jinping. Muitos simplesmente querem escapar da cada vez mais grave poluição do ar no país.

Segundo a consultoria americana Bain & Co, 27% dos empresários chineses com ativos de pelo menos 100 milhões de yuans (cerca de US$ 16,2 milhões) já emigraram - e outros 47% dizem que pretendem fazê-lo.

Recente pesquisa realizada da Universidade de Pequim estima que o 1% mais rico dos lares chineses detêm um terço da riqueza do país. Se essas pessoas deixarem a China em massa, o país enfrentará grave fuga de dinheiro.

O Departamento de Estado dos EUA anunciou, em 23 de agosto, que suspendeu a emissão de vistos EB-5 para cidadãos chineses pelo restante do ano fiscal de 2014. Os vistos admitem residência permanente de pessoas que investem uma certa quantia nos EUA, bem como a suas famílias.

O programa de vistos EB-5 atingiu o limite anual de 10 mil emissões pela primeira vez desde que foi lançado, em 1990. Cerca de 85% dos beneficiários foram chineses.

Para garantir equanimidade, os EUA alocam 7% dos vistos a cada país. Mas, se um país não consome integralmente sua quota, os vistos remanescentes podem ser alocados a outros países.

Antes, a maioria dos chineses que deixava o país eram operários em busca de melhores condições de vida. Porém, a mais recente safra de emigrantes vem do topo da pirâmide econômica. Em vez de "ralar" em restaurantes chineses e tinturarias, como seus predecessores, eles estão comprando castelos na França e apartamentos de luxo em Nova York.

Xi vem conclamando seus compatriotas a realizar o "sonho chinês", mas para um número crescente de pessoas, esse sonho não pode ser encontrado em casa.


Compartilhe com os amigos: