Toyota vai chamar às oficinas 6,5 milhões de carros em todo o mundo

Toyota vai chamar às oficinas 6,5 milhões de carros em todo o mundo

22 outubro 2015, 11:00
News
0
71

Pela segunda vez este ano a construtora de veículos automóveis Toyota vai chamar à revisão milhões de automóveis por terem sido detectados defeitos de fabrico. Desta vez, não são problemas que provocaram acidentes fatais, como aqueles que tiveram origem em falhas no airbag, mas antes relatos de curtos-circuitos no sistema eléctricio das janelas principais das viaturas, e a possibilidade de um cliente ter sofrido queimaduras numa mão. Este recallenvolve 6,5 milhões de viaturas em todo o mundo.

O anúncio daquela que é uma das maiores construtoras automóveis do mundo foi feito esta quarta-feira e visa “verificar o correcto funcionamento do controlo das janelas principais” e envolve, entre outros, os modelos Matrix, RAV4, Camry, Highlander, Tundra, Sequoia, Yaris e Corolla.

Trata-se de veículos que foram produzidos no Japão entre Janeiro de 2005 e Agosto de 2006, e construídos noutras fábricas que a marca nipónica detém no mundo, entre Agosto de 2005 e Agosto de 2006, e entre Janeiro de 2009 e Dezembro de 2010. Estão envolvidos 2,7 milhões de veículos nos Estados Unidos da América, 1,2 milhões na Europa e dois milhões em outras regiões do mundo. No Japão estarão envolvidos cerca de 600 mil veículos. Ainda não é conhecido o número de veículos afectados em Portugal.

A empresa afirma que não recebeu informações sobre acidentes graves vinculados à falha, mas um cliente da marca poderá ter sofrido uma queimadura na mão em consequência do problema. O facto de existirem  ainda 11 relatos de curtos-circuitos no mesmo sistema levou a construtora a considerar a hipótese de terem existido falhas na aplicação do material que isola o sistema eléctrico e impede o sobreaquecimento.

A operação de revisão em causa deverá ser rápida, e resolver-se com uma pequena intervenção que não tomará mais do que 45 minutos. No caso do circuito interno não estar a funcionar normalmente será prontamente substituído.

A marca japonesa viu-se obrigada, nos últimos meses, a anunciar um recallde quase 10 milhões de veículos por problemas nos airbags construídos pela empresa Takata, e que foram considerados responsáveis por vários acidentes fatais. Em Portugal, e por causa desta falha foram chamados cerca de 45 mil veículos. Numa primeira fase foram chamados às oficinas 16 mil carros, numa segunda fase mais 29 mil.

Também os veículos híbridos produzidos pela Toyota já sofreram uma chamada de urgência “para actualização do software” destes veículos, sendo que em Portugal esta operação envolveu menos de um milhar de automóveis,dos modelos Auris HSD e Prius+.

Compartilhe com os amigos: