Como peder R$ 210.000,00 de forma automática !

[Excluído]  

Aviso aos navegantes !

Desde que a XP disponibilizou o MT5 para automatização de estratégias, todos temos recebido uma demanda grande por robôs e informações de como utilizar!

Alguns traders "ansiosos" - vamos colocar assim - ainda não entenderam que um processo automático que roda em processamento de milissegundos não tem tempo de desligar e por isso, toda a prudência é necessária na hora de colocar um “bichinho” desses pra rodar. Quando dizemos que precisamos de tempo pra testar, testar, testar, testar e testar ... estamos demorando muito ... fazer o que ?

Para aqueles que são desenvolvedores e acham que MQL5 é “baba” bastando dar uma adaptada básica ao que eles já conhecem de OOP (na sua maioria C/C++ ou C#) existe um bloco que geralmente não se coloca em programação normal ... o efeito “pane no ar” como dizemos na aeronáutica !

Imagina que o seu robô está enviando ordens para o servidor e por alguma razão, o servidor não responde e nem confirma a emissão desta ordem. O que o robô vai fazer se não tiver previsto isso? Vai mandar bala e socar ordens!

A figura anexa mostra o envio de 2300+ ordens de mini por uma falha dessas. Como Murphy sempre depõe contra, ao invés de R$ 210.000,00 de lucro, temos R$ 210.000,00 de prejuízos.

Atento ao testar os bichinhos, mas cuidado ao coloca em conta real para não virarem um Gremilin na vida de vocês.

[]s

Coutinho 

 

Arquivos anexados:
1.png  91 kb
Rogerio Figurelli  

Fórum de negociação, sistemas de negociação automatizados e testes de estratégias de negociação

Um checklist dos riscos dos robôs antes de operar em conta real

figurelli, 2014.04.23 04:35

A maior parte dos traders que operam com robôs, tanto no mercado Forex, como no mercado BM&FBovespa, geralmente focam apenas no lado bom, que é o potencial de lucro que um bom Expert Advisor pode apresentar.

Isso conduz todo o foco da complexidade dos robôs nos algoritmos das estratégias, baseadas em boas experiências obtidas na operação manual.

Entretanto, nem tudo são flores e a falta de preocupação com a complexidade e problemas de operar em conta real com robôs, sem uma adequada análise dos riscos, pode levar a resultados totalmente diversos dos esperados.

A operação com sistemas automáticos é muito mais complexa e oferece muito mais riscos para o trader, que vão muito além da simples automação de uma estratégia.

Os riscos aumentam ainda mais no mercado BM&FBovespa, onde o MT5 é absolutamente novo e um projeto piloto. 

Para facilitar esse entendimento, descrevo nesse tópico um checklist de verificação que considero mínimo para um Expert Advisor, antes de operar em conta real. 

  1. Existe tratamento para todas as situações de exceção das funções chamadas internamente pelo EA?
  2. O fechamento de posições é garantidamente realizado antes da abertura de uma nova posição contrária utilizando um mesmo lote?
  3. Foram feitos testes de situações de latência em conta real que não são visualizadas nas simulações em contas demonstração e no backtesting?
  4. Existe limitação de lote encaminhado por falha ou erro do EA?
  5. Existe limitação de margem e saldo em conta para operação, principalmente no caso de falha ou erro do EA?
  6. Existe tratamento para situações de exceção de conectividade ou de disponibilidade do sistema operacional e da plataforma?
  7. O robô consegue operar por mais de 5 dias consecutivos de forma totalmente automática sem necessitar intervenções manuais?
  8. Existe verificação e controle das ordens executadas e das situações de exceção na comunicação com o servidor da corretora?
  9. Existe definição de limites operacionais e análise das posições atuais no que se refere à adequação às situações limites definidas?
  10. Existe um modo de pânico no Expert Advisor para administrar situações de risco de perda de capital por falhas ou erros dos algoritmos?
  11. Você compara os trades executados pela plataforma MT5 e pelo home-broker?
  12. Existe controle de risco para operações sem limite de perda, como abertura de venda a seco de opções?
  13. Existe proteção contra falhas nos valores dos preços recebidos para os instrumentos financeiros, como por exemplo valores zerados ou com erros grosseiros?
  14. Existe proteção contra mudanças abruptas de volumes e preços dos instrumentos financeiros?
  15. Existe limitação de perda máxima a partir de uma sequencia de StopLoss?
  16. Existe proteção contra quedas ou indisponibilidade do servidor MT5 na corretora?
  17. Existe proteção de limite nos loops do código fonte?

Essa lista não fecha o escopo para toda e qualquer situação de risco operando com robôs, mas acredito que já seja um bom começo.

Se você criou um robô para operar no mercado e a resposta não é um “sim” com segurança para todos os itens, recomendo você revisar novamente o código fonte de seu robô e ficar fora do mercado real, até estar totalmente adequado e confortável com esse checklist.


Razão: