Quando você começou a acreditar em robôs traders e/ou investidores?

Para adicionar comentários, por favor Faça o login ou registrar
Rogerio Figurelli
Moderador
58473
Rogerio Figurelli  
  • 21% (18)
  • 20% (17)
  • 7% (6)
  • 17% (14)
  • 15% (13)
  • 4% (3)
  • 5% (4)
  • 5% (4)
  • 4% (3)
  • 2% (2)
Total de votos: 71
Elmo de Moraes
582
Elmo de Moraes  

Quando senti a necessidade de automatizar rotinas de um protótipo de estratégia de scalping.

Assim, a partir da minha necessidade, fui pesquisar sobre tais robôs. 

Rogerio Figurelli
Moderador
58473
Rogerio Figurelli  
ElmoDeMoraes:

Quando senti a necessidade de automatizar rotinas de um protótipo de estratégia de scalping.

Assim, a partir da minha necessidade, fui pesquisar sobre tais robôs. 

Muito bom Elmo, obrigado por compartilhar.

Na verdade, eu acredito que um robô pode ir bem além da automação dos trades, mas esse teu exemplo considero um excelente começo e muito realista, até porque scalping feito no braço deve ser extremamente tenso e cansativo.

Para ser franco, criei essa enquete porque conheço vários traders que antigamente não indicavam ou utilizavam robôs, e hoje estão utilizando e até entusiasmados com eles. Alguns deles até postavam contra os robôs alguns anos atrás.

Fiquei pensando qual foi o insight que levou eles à operação automática, a ponto de romper a barreira e filosofia discricionária.

No meu caso específico, agora compartilhando minha visão, sempre acreditei em um futuro com máquinas competindo de igual para igual com gestores humanos, como acontece por exemplo no jogo de xadrez, portanto muito acima da automação de estratégias humanas.

Mas confesso que com todos os avanços dos últimos anos na área de finanças quantitativas, o potencial discricionário, principalmente de traders experientes, ainda se mostra desafiador e impressionantemente competitivo, o que na prática também acontece no próprio xadrez.

E isso me faz pensar que traders discricionários e quantitativos ainda irão travar brilhantes batalhas por muitos e muitos anos, independentemente das evoluções tecnológicas na área e da própria Lei de Moore.

E a lógica que vejo para que isso aconteça é a infinita complexidade de se operar no mercado atual, onde o cérebro humano se mostra grandioso para criar heurísticas que dificilmente a máquina é capaz de por si própria replicar.

Elmo de Moraes
582
Elmo de Moraes  
figurelli:

Muito bom Elmo, obrigado por compartilhar.

Na verdade, eu acredito que um robô pode ir bem além da automação dos trades, mas esse teu exemplo considero um excelente começo e muito realista, até porque scalping feito no braço deve ser extremamente tenso e cansativo.

(...)

E a lógica que vejo para que isso aconteça é a infinita complexidade de se operar no mercado atual, onde o cérebro humano se mostra grandioso para criar heurísticas que dificilmente a máquina é capaz de por si própria replicar.

Sim, claro, Figurelli. Pra mim aquele foi apenas o início de tudo para mim.

Logo após explorei as enormes possibilidades que poderiam ser implementadas em um robô que iam muito mais além da minha ncessidade inicial. Pra você ter ideia eu sequer sabia da existência do MT4 ou MT5. Apesar de todos os avanços, ainda temos muito a explorar - eu que o diga.

Me surpreendeu você mencionar que havia traders que se manifestavam contra a utilização de robôs. 

Ricardo Monteiro
18
Ricardo Monteiro  

Caro Figurelli,

Quando descobri que os robos de investimento existiam, me interessei/ mas decidi usa-los quando observei a interferencia e meu desgaste com meu estado emocional nos trades.

 Aprendo muito com o Conarobo! Obrigado por ajudar.

Abra;o,

Ricardo.

Para adicionar comentários, por favor Faça o login ou registrar