O que é o índice Nikkei 225

O que é o índice Nikkei 225

1 março 2020, 07:15
Anderson Braga
0
488

O Nikkei 225 é o principal índice da Bolsa de Valores de Tóquio (TSE). Foi calculado pela primeira vez em 1950. O valor do índice Nikkei é calculado diariamente pelo jornal Nihon Keizai Shimbun (Nikkei).

O valor do Nikkei é obtido a partir da cotação das 225 empresas mais importantes da Bolsa de Tóquio, todas representativas de seus respectivos setores econômicos. A composição das empresas que integram o índice é revisada anualmente, em setembro. Esta revisão pode alterar a composição das empresas indexadas, através da análise da liquidez das empresas que a compõem.

À semelhança do índice Dow Jones Industrial Average, é um índice ponderado por preços. Isso significa que, para calcular seu valor, as ações cujo preço de mercado for maior terão mais peso.

Dado o alto número de empresas consideradas para calcular o índice, todos os setores de atividade da economia japonesa estão representados. No entanto, para calcular o valor do índice, o preço de mercado de cada empresa é levado em consideração; mas nem todos os setores econômicos têm o mesmo peso no Nikkei.

O setor econômico que tem maior peso no Nikkei é o setor de tecnologia, seguido pelo setor de bens de consumo. Outras empresas relevantes que compõem o Nikkei são: Yamaha, Toshiba, Suzuki Motor, Sony, Nissan Motor, Pioneer, Bridgestone ou Konica.

Como o Nikkei é formado pelas 225 empresas mais importantes do Japão, costuma ser considerado um bom indicador da situação da economia japonesa e, por isso, possui ampla cobertura na mídia especializada, o que contribui para que seja um dos índices mais utilizados na negociação.

Fatores a serem considerados na negociação Nikkei 225

Antes de começar a operar com o Nikkei, tem vários fatores que devem ser levados em consideração:

Volatilidade: O Nikkei é considerado o índice de ações mais volátil do mundo. Isso significa que suas reações a, por exemplo, mudanças nas políticas monetárias ou a publicação de dados macroeconômicos são mais acentuadas do que as de outros índices de ações. Esses dados devem ser observados sempre ao operar com este índice.

Correlação com os índices de ações dos EUA: O índice Nikkei 225 tem uma alta correlação positiva com a Dow Jones Industrial Average dos Estados Unidos. Ao operar com o Nikkei, a referência mais importante a ser levada em conta é exatamente esse índice americano. Se um determinado dia o Dow Jones tem um comportamento de alta, no dia seguinte o Nikkei provavelmente reproduzirá esse movimento ascendente. Do mesmo modo, se o Dow Jones tiver um dia de baixa, no dia seguinte o Nikkei provavelmente se moverá para baixo. Esta relação se deve ao fato de a economia japonesa se basear principalmente nas exportações, das que os Estados Unidos são o principal destinatário. Portanto, a atividade das empresas japonesas é profundamente influenciada pela situação da economia dos EUA.

Correlação com USD/JPY: Outro indicador a considerar ao operar com o Nikkei é o par de . Como no caso anterior, o Nikkei tem uma alta correlação positiva com o USD/JPY. O motivo dessa correlação está de novo relacionado às exportações. Se o USD/JPY estiver sendo negociado mais alto, significa que o iene japonês fica depreciado em relação ao dólar. Um iene fraco em relação ao dólar favorece as exportações. Muitas das empresas que compõem o Nikkei são grandes exportadores ou fabricantes de componentes tecnológicos ou veículos. Um iene fraco contribui para aumentar o lucro dessas empresas, o que se reflete no preço de suas ações.

Reação a eventos econômicos: O Índice Nikkei é extremamente sensível a eventos mundiais, como: instabilidade política, guerras, notícias econômicas e financeiras, além de desastres naturais. Os índices econômicos como taxas de desemprego, as taxas de juros, os números do PIB e a criação de empregos são os outros fatores principais de influência, especialmente quando essas mudanças afetam não apenas a economia japonesa, mas também a dos Estados Unidos.Mudanças nas políticas monetárias do Japão e dos Estados Unidos têm um alto impacto sobre o Nikkei. No caso do Japão, a política monetária é responsabilidade do Banco do Japão (BOJ), enquanto no caso dos Estados Unidos, a política monetária é regida pela Reserva Federal dos Estados Unidos (FED). Por exemplo:

– Se a Fed aumentar as taxas de juros, o dólar tenderá a se fortalecer, de modo que o USD/JPY fica mais alto, o que favorecerá a atividade das empresas exportadoras japonesas e acabará levando a um aumento no valor do Nikkei.

– Por outro lado, a política monetária expansionista adotada pelo BOJ para manter a estabilidade do sistema financeiro japonês teve um forte impacto positivo na evolução do Nikkei.

Por que investir no Nikkei 225?

Índices de ações como o Nikkei são um dos instrumentos mais utilizados na negociação. Isto é principalmente devido ao seguinte:

  • Facilidade de análise: Do ponto de vista fundamental, é mais fácil analisar um índice do que as ações que o compõem. Para analisar corretamente uma ação, é necessário estudar as informações financeiras da empresa que nem sempre estão disponíveis. Em vez disso, para operar com o Nikkei, basta seguir as informações econômicas mais relevantes que afetam a economia japonesa e que influenciam o índice. Esta informação é divulgada e facilmente acessível.
  • Liquidez: O Nikkei é um dos índices com maior volume de contratação, o que facilita a abertura e o fechamento de posições em relação a outros instrumentos financeiros menos líquidos.
  • Custos mais baixos: Devido à sua alta liquidez, a negociação com índices apresenta spreads mais baixos.
  • Investimento inicial acessível: Se você optar por operar o índice com CFDs, não será necessário um capital inicial alto para começar a operar.
  • Maior alavancagem: Como os índices de ações são menos voláteis que as ações, a negociação com índices permite maior alavancagem do que a negociação de ações.

Como investir no Nikkei 225?

Como o Nikkei agrupa as empresas mais importantes da Bolsa de Tóquio, sua evolução é um indicador da percepção do mercado sobre o mercado de ações japonês e da economia do país.

Levando isso em conta, o estudo do Nikkei pode oferecer oportunidades interessantes de negociação por meio de instrumentos derivados que usam o índice como subjacente, como os Contratos por Diferenças ou CFDs.

Ao negociar com esses produtos derivados, você pode obter benefícios, independentemente de o Nikkei ter um comportamento de alta ou de baixa.

Horário de negociação: de segunda a sexta-feira, das 23:46 às 06:24 e das 07:31 às 17:54 (GMT)


Compartilhe com os amigos: